fevereiro 03, 2009

[RESCALDO] "Nem Que Caiam Picaretes" 01FEV2009


Eu bem queria ir para casa...!!! Mas não me deixaram...!!!
BUÁÁÁ... BUÁÁÁ


Ai não fui para casa... não é...???
Então também não desmonto...

LA RA LA LA LA...!!!


Xô P Não gosta de btt...!!!
Prefere bailaricos...!!!



Afinal sempre entrou água na machine...!!!
Bonita aguarela... de Mr. Spin :)



Master Z...!!!
Afinal ainda há machuuus....!!!



...dos grandes...!!!


...ou talvez não...!!!


...claramente que não...!!!
só machinhuuus...!!!


e a água...!!! Quem tem medo de água...!!!


Ele há cada um...!!! Com ela às costas...???
Nao há condições...


Oh pá...!!! esqueci-me da caixa estanque...!!!


"Atrasadinhos da silva..."


Olh'ó coxinho... Deve andar perdido...!!!


Wallyyyyyy...!!!


São sempre os mesmos...!!!
Pedalar é para a frente...



Grande estreia... Sr. Bruno
Aguentou-se à "bomboca" e levou uma esfrega daquelas...,
para contar mais tarde...!!!



Follow the leader...!!!


leader... leader...

...Follow the leader...!!!


Á espera do quê?


Dos tenrinhos...!!!


A motor também eu...!!!


Ponte das paletes...!!!


A pé... mas que raio de desporto é este...!!!


É daqueles em que não se faz nada...!!!
Para a próxima a bike fica em casa...!!!


1 de Fevereiro de 2009... Pela primeira vez este ano conseguimos congregar todas as vontades... e "ajuntar" tenrinhos, menos tenrinhos e os outros..., ou seja, o que de melhor há por estes lados em termos de """pedaladores""" de bicicletas...


Nove duros dureza que, sem medo que o céu lhes caísse em cima iniciaram uma das voltas mais marcantes dos últimos tempos... A seu tempo se compreenderá o porquê???


Começou um pouco tarde esta epopeia - motivado pelas condições atmosféricas que só à última de hora permitiram a confirmação de dois dos participantes, vindos do exterior... Sim, que isto não se confina às gentes da terra... Desta vez estávamos quase "fifty-fifty" entre autóctones e estrangeiros... Qualquer dia temos uma velocipédica multinacional implementada por estas bandas...


Por falar em velocípedes... não se pode deixar de referir (limpe-se a baba s.f.f.) a estreia de novas máquinas dignas de um big K... com especial evidência - sem desprimor para as outras - para uma tal...... Sc..... não sei quantos, em ferro forjado de 1918 (pós revolução russa) - esta é a única forma de vaiarmos a autoridade... Nada que o desmobilize o shô... que este Mr. tem fogo na panela... Nem os 29kgs e não sei quantas gramas deste aglomerado metálico o fazem desmontar de cima do pau... Aprre...!!!


Bom... Com tanto paleio não vejo kms nenhuns......? Finalmente lá nos fazemos à estrada. Pensávamos nós... porque de repente uma "bigorna" lembrou-se de boicotar a festa... Rapidamente se percebeu que o coxinho se queria era baldar... mas nada que um grupo de mecânicos de craveira distrital não resolvesse... Desaperta lá a porca que vais ver como ela anda... E andou mesmo...!!!


Finalmente estávamos no rumo certo... Destino - o Lobo...!!! A escolha levantava algumas dúvidas mas Mr. J insistiu - em boa hora J - Depois de passada a primeira dificuldade UP TUNEL e de descermos a sempre gratificante SERPENTINA, saímos à direita para o LOBO... Primeiro o LOBO BOM... que se fez calmamente sem grandes atropelos.. apesar da lama e da falta de grip; Chegados ao LOBO MAU - aquela picada final - aí a coisa piou mais fininho... Mas lá se fez... que o melhor estava para vir. No fim do trilho (o que normalmente é pouco mais que uma poça de água...) desta feita tínhamos um verdadeiro canal de rafting... Mas não havia volta a dar... ou subíamos aquilo tudo ou....


Mr. J. como bom anfitrião, destemido e audaz fez-se ao piso... ou à falta dele...


Abreviando... Risada geral...!!! Mr. "Glu Glu" J... Só se lhe via a cabecinha...!!! Tudo o resto era uma represa que a """violência""" das águas, contudo, não conseguiria demover... Firme na sua postura... eis que se ergue das águas... qual Moisés, impenetrável passa o Mar Castanho para o outro lado...!!! Genial...!!! Apenas um lamento que foi a inutilização, espera-se que temporária, do "equipamento registador de figuras tristes" como o próprio o apelidou...


Pé ante pé, lá passámos todos o inquieto caudal - com água pelo joelho - sem que outro episódio semelhante acontecesse... Quase todos, quase secos... lá seguimos caminho via ESTRADÃO DA TAPADA em direcção ao violento CHICOTE e de seguida, atravessando a nacional, pela MATA DOS EUCALIPTOS [VILA FRANCA DO ROSÁRIO] rumo ao JERULEMO.


Aqui damos inicio a uma secção que nos leva, em permanente subida por c.de 4,5kms, a atravessar o VALE DA GUARDA e a MATA DO ABADE até ao sopé dos MOINHOS DE STA. MARIA. A meio, pelo adiantado da hora uma primeira neutralização, ao ligarmos directamente ao ESTRADÃO DA QUINTA via N8, seguindo-se a, agora menos agradável, SERPENTINA... até ao cume...!!!


No alto, reagrupadas as tropas... seguimos com destino à JUNQUEIRA para o VIADUTO - um slope muito fixe onde a minha "menina" teve a oportunidade de se estrear a fazer mortais encarpados com meia pirueta invertida à retaguarda.......!!! Nada de muito violento... foi só o susto...!!! Adiante…


A coisa apertava… o atravessamento do rio começava a fazer-se sentir… mas nada de tenrinhos… “o caminho faz-se… pedalando”.


Vinham ai novos desafios… e nada melhor que os enfrentar de cabeça erguida… A subida do CABEÇO DA PRATA começa com uma variante mato adentro para fugir a um mar de lama rapidamente sulcado por uns “Tenrinhos do TT a Motor”. Subida técnica, cheia de ramos e obstáculos que as “meninas” devoraram com uma simplicidade assinalável…:). Daqui até ALCAINÇA uma pendente, não muito pronunciada, mas perigosa, pedregosa e escorregadia alonga o grupo que se volta a reunir já dentro deste povoado.


Um pequeno momento de descompressão para preparar o ataque à dificuldade maior do dia. O CABEÇO DE ALCAINÇA. Antes porém, um novo percalço mecânico, uns certos e determinados travões encomendam a alma ao criador – mas um pequeno ajuste permite algum poder de travagem que viabilizam a continuidade do veículo em causa…!!!


Agora sim… (não…, não aparecem gajas boas) mas agora sim, tudo preparado para o dó dói…!!

Uma primeira secção rolante – para re-aquecer os motores – a passagem da linha do comboio e um pouco de trekking para evitar novos “afogamentos” :) - Felizmente uma pequena ponte artesanal deixa livre a passagem para a outra margem… - e assim podíamos continuar na nossa maníaca missão… mais um pequeno estradão e uma inversão às 0600 horas para a que seria -aqui ainda não o sabíamos - a derradeira e temível missão que nos levaria até perto das eólicas.


Qual “Senhora da Graça” ou “Subida à Torre”, este pedacinho de inferno… não mata mas mói… e muito… Pedal ante pedal, por meio de troncos, sulcos, pedras e pedrinhas… fechados por sobreiros e outros exemplares florais… lá fomos galgando a encosta… puxando uns pelos outros… à excepção, muito provavelmente, de Shô Este que lá do alto devia ir gritando… Andem daí seus tenriiiinhos… ou é preciso ir ai buscar-vos às cavalitas…… . A meio, um pequeno episódio que viria a ser decisivo para o desenrolar do resto do tour… Um pequeno escorreganço, um pequeno tombo, nada de mais…. Tudo em pé e de regresso ao pedal…


Mais tarde, já no cimo da encosta… Cadê o Polar…????!!!! Desapariu……!!!! ZZZuuuummbaaa…!!! Vai tudo por ali abaixo… depois de tanto esforço….. agora é muito melhor… custa muito menos…!!! Mas pronto… o principal era encontrar aquele pequeno gadget e foi o que se fez… felizmente para o proprietário, infelizmente para os já derreados ciclistas, proprietário incluído……!!!


O ”bigornas” já tinha desmobilizado… E como se não bastasse uma baixa de temperatura repentina… Sintra… deixou de se ver, pelo que a coisa prometia… A decisão era óbvia… neutraliza-se o resto e segue-se directo à casa da partida… Tal decisão não agradou, certamente, aos deuses que do seu pedestal… (vulgo céu) libertam uma carga pluviométrica de pedra e água gelada que deixam tudo e todos em completa agonia… Mas dos tenros ou tenrinhos (consoante o grau de tenricidade…!!!) não reza a história… e agora vai tudo até ao fim… AVESSADA fora, até à MALVEIRA foi um tirinho, que o alcatrão permite médias diferentes… O adiantado da hora não permitia opções mais ousadas… Mr J fica já por ali pertinho de casa, o restante agrupamento segue até à VENDA P deixando ficar ainda alguns euros para dar uma lavagem à maquinaria (como se não tivessem levado água suficiente…). A p*** da máquina roubou (com as letras todas) dois aérius ao Paulo… FOLDERRSZZZZZZ!!!!!!

E assim se passou mais um dia de aventuras em cima de duas rodas…!!!


Aos habitues… um reviver de momentos bem passados também noutras ocasiões, e um trago acre na boca pela não ida a Sto Estêvão, ao Rogel e muito particularmente ao “nosso” K Hill…, paciência…


Aos novos companheiros… um bem haja pela disponibilidade e entrosamento e que voltem, rapidamente, ao nosso convívio. Prometemos que o eventual sabor amargo, pelas neutralizações efectuadas serão devidamente compensadas com a inclusão de mais e… (no bom sentido da palavra) “””piores””” trilhos…!!!


Prá semana há mais…!!!

5 comentários:

ZE disse...

"Nem que caiam picaretes..."

E não é que caíram mesmo... mas podia ter sido, bem, pior...!!!

Mas valeu... Assim vale a pena...!!!

paulo disse...

Grande amigo Zé. tens, definitivamente, uma veia erudita. Eu, certamente não relataria com tanta mestria, tão épica epopeia.
Obrigado pelo excelente relato e pelo companheirismo nas horas de sofrimento velocipédico.

Um grande abraço.

Alvaro disse...

O BLOG RECUSSISTOU!!!!!
OBRIGADO ZÉ.........
UM ABRAÇO P TDS OS MALUCOS K ESTIVERAM A PEDALAR NO DOMINGO!!!!
"WALLY"

ZE disse...

Qual MONSTRO Adormecido...
Ergue-se das trevas e...
Explode o seu poder...

Bruno disse...

Carissimos,

Obrigado pelo acolhimento...foi sem dúvida o meu melhor passeio de btt. Um grande bem haja...!

Um forte abraço,
Bruno