março 19, 2009

[RESCALDO] 15 MAR CHELEIROS

15 de Março de 2009...!!!


Ok...!!! Um domingo igual a tantos outros..., depois de sábado e antes do pior dos dias da semana... (pelo menos para quem trabalha...!!! :) )


Mas este teve uma particularidade muito interessante e, felizmente, não muito incomum por estas bandas - passe a imodéstia... Foi um dia tão bonito para sair da cama... e pedalar de encontro a mais uns belíssimos kms... Nova zona, novos trilhos, a companhia de sempre - ou quase, e o resultado mais normal... Toda a gente satisfeita...!!!


O objectivo primário centrava-se na Zona de Cheleiros... Os trilhos eram meio inventados... dada a fonte!!! Porém, o coordenador (vulgo Mr. J), garantia-nos a fiabilidade dos mesmos, pelo menos, ... até determinado ponto (o que por si só deixava antever algum grau de imprevisibilidade - muito cativante para quem gosta destas coisas... e 100 MÃOS gosta destas coisas...!!!)


0830 tudo em filinha "p******" alcatrão a fora de encontro aos primeiros kms de aquecimento que dia nasceu, por aqui, a dar ares de frigorífico e de fraca visibilidade... ESTALEIRO, UP TUNEL e seguimos para a Abrunheira pelo MURO - CARRIL, AZINHEIRAS e o ESSE antes de subirmos ao CABEÇO DE PRATA. Rapidamente chegamos a Alcainça seguindo para leste rumo a Lexim.


Aqui entramos num single já muito conhecido… e onde os gadgets gostam de saltar das bikes… Outros tempos…!!! Outras andanças…!!! Trilho cheio de silvas que com este solinho se desenvolvem como se não houvesse amanhã… Alguns pequenos desvios, algumas couves caídas e um pouco de TT puro e duro para retomar o rumo certo…


Uma pequena subida…, uma pequena ligação e estamos beyond the border… CAMINHO DAS 4 ESTRADAS bem dentro dos novos territórios. Saímos do alcatrão e entramos num pequeno estradão que liga, não a um single, mas ao single… que vai circundar a Aldeia da Mata Pequena rumo a Cheleiros… estamos na RIBEIRA DE CHELEIROS / VALE DO LIZANDRO afinal de contas o objectivo primário desta saída. A partir daqui iríamos calcorrear alguns dos mais belos kms que já percorremos por estes lados…


Começamos em alta… Magnífico single junto, juntinho à ribeira (às vezes demasiado)…!!! Nada demais não fosse o desnível entre o trilho e o curso de água… e pior… as silvas que ficam entre os dois… Uma queda ali não deixaria vestígios… seguramente…!!! Mas o gozo é tal… que vale o risco… Mas lá que é perigoso……!!!


Sãos e salvos chegamos a Cheleiros… Atravessamos o coração da aldeia e seguimos um pouco para norte. Aqui abranda um pouco o ritmo que a paisagem começa a agravar-se…!!!


Mais de um km a subir… daqueles que não matam mas… aleijam…. :) !!! Lá no alto e antes de reentrarmos no Vale do Lizandro uma aventura… Começamos a descer… e descemos devagar devagarinho…. E após algumas indecisões direccionais… lá descobrimos uma réstia de caminho que nos leva… agora sim a descer forte, feio e muito rápido… Escusado será dizer que de entre tantos tenrinhos nenhuma alma penada ousou sequer a montar-se no cavalo… E ainda bem, digo eu… Provavelmente não teríamos acabado a manhã tão contentes… Penso eu de que…!!! Muito rija aquela descida… Um autêntico kamikaze saloio… com réstia de cebolas incluída e tudo… Brutal…!!! Porém lá em baixo, e com inclinações mais aceitáveis o trilho continua excelente e tubular (quem foi que pôs ali aquelas couves…???) até chegarmos novamente à estrada… Lindo… é o mínimo….!!!


Uma pequeníssima ligação por alcatrão e um rottweiler depois (acalmem-se as alminhas que o dito estava do outro lado da vedação - mas lá que tinha vontade de estar do lado de cá...!!!) …reentramos nos trilhos em pleno Vale do Lizandro…!!! Sempre junto ao curso de água, mas agora suficientemente longe…, seguimos por pouco mais de um km…


Um pequeno aparte…!!! Uma questão…!!! Que raio de seres vivos apanharão aqueles homens por ali…? Duas almas munidas de equipamento de pesca… Hum…!!! Suspeito… Muito suspeito…!!! É que espécies piscículas por ali.. talvez nem cheguem aos 2 ou 3 cm… Digo eu…!!!


Adiante, adiante… que altas dificuldades se aproximam…!!! A elevação do lado esquerdo não se apresenta convidativa… Aquilo até se faz… mas o terreno pedregoso – violento mesmo - invalida quaisquer veleidades e mais cedo ou mais tarde… vamos ter de leva-la às costas até lá acima…


A meio da rampa… o terreno dá umas curtas tréguas e permite que os cavaleiros se voltem a apoderar dos cavalos… ou das éguas dependendo dos gostos…!!! A subida continua e rapidamente regressa a inconveniência de um percurso atribulado – pedra, rochas e calhaus…


Alguns duros (ou bruto mesmo porque foi só um…!!!) querendo desafiar o destino não ligando a avisos anteriores força a coisa e CABUUUMMM….!!!! A velocidade a que aquele pedaço de pedra se aproximou do respectivo corpo foi demasiadamente rápida e assustadora… A coisa podia ter corrido mal… Apenas uma leve escoriação e um valente susto…!!! O caminho faz-se subindo… por isso levanta-te e agora leva-a à mão s.f.f.


Um pouco mais acima e de volta ao selim seguimos agora – finalmente – por caminhos mais amistosos mas subitamente surgem as questões técnicas que nos fazem parar de novo… um furo numa Rock Machine em cima de rochas… parece-me algo de desafiante para o proprietário… Mas lá se resolveu a coisa e seguimos caminho…!!!


Reagrupamos no alto da rampa e seguimos rumo a Odrinhas… Onde sobem de tom as resmunguices das horas…. Ahh e tal…!!! (Não resisti - tinha de me meter com ele…. Vocês sabem de quem eu estou a falar…!!!! :) )


Felizmente venceu a razão e seguimos para fazer a ligação de regresso a Cheleiros por um dos trilhos mais interessantes por onde passámos… Primeiro ainda uma leve indecisão de percurso… mas no rumo certo seguimos um caminho que designaria de MIX (meio single/meio estradão…, ora técnico/ora rolante…, ora em pé/ora montado…, ora seco/ora molhado) Muito bom…!!! O resumo de tudo o que se quer num belo dia de btt…!!! Aquela parte final com o atravessamento daquele curso de água foi um must…!!! Tão bem que soube aquela água pelo joelho…!!!


De Cheleiros a Alcainça o que há a reter é a subida ao ALTO DO MILHARIÇO onde entramos definitivamente no alcatrão. Seis k’s até Alcainça… grande parte deles – para não dizer todos - a subir. Uma breve paragem para um pãozinho com chouriço e até à Venda são mais seis – que seguramente não foram a descer…!!!


Resumindo… Excelente manhã passada entre os melhores companheiros. Faltaram alguns… mas os que estiveram, enquanto estiveram J, estiveram à altura… Bem hajam pela vossa parceria e dedicação….



ISTO SEM VOCÊS NÃO TINHA GRAÇA NENHUMA…

(Onde é que eu já ouvi isto…!!!)



A repetir brevemente…!!!

3 comentários:

Jorge disse...

Viva

Mais um relato que nos transporta de volta aos trilhos do último passeio.

A zona é excelente e de trilhos variados. A vontade de revivê-los é enorme.

A agendar brevemente com uma ou outra novidade

Abraço e parabéns pelo relato

Alvaro disse...

Entao e umas figuras tristes para ilustrar o relato????

Bruno Dias disse...

Excelente "report"...!! Prometo treinar um pouco mais para acompanhar o valente pelotão e os mestres do BTT CLUB.
1abraço, BD